3 de mar de 2007

As passagens

" Leio e estou liberto. Adquiro objetividade.
Deixei se ser eu e disperso.
E o que leio, em vez de ser um traje meu que mal vejo e por vezes me pesa,
é a grande clareza do mundo externo, toda ela notável, o sol que vê todos,
a lua que malha de sombras o chão quieto, os espaços largos que acabam em
mar..."

Leio como quem abdica...

Leio como quem passa...

E é nos clássicos, nos calmos, nos que, se sofrem,
ou não dizem, que me sinto sagrado transeunte,
ungido peregrino contemplador
sem razão do mundo
sem propósito."
.................................................................................

In: Livro do Desassossego de Fernando Pessoa

Pintura: Gwen Jonh (1876-1939)


................................................................................

Nenhum comentário:

As @ Artérias

As  @ Artérias